sábado, 28 de junho de 2008

Espelho, Espelho meu...

Hoje me olhando no espelho, decidi analisar...
O que estava errado ou certo, pra eu poder consertar?
Fui tirando a roupa toda, sem medo eu olhei e vi,
Celulite eu não tinha... o que tava sobrando ali?

Não tava sobrando nada, eu tava até que legal
Minha bunda tava em pé! Sorri, gostando, afinal.
Inflei o peito e os meus seios, saltaram, muito bonitos...
Aureolas bem rosadinhas... mamilos bem saltaditos...

Algumas rugas no rosto, aparência jovial,
- Nem usava dentadura - gostei do meu visual.
Não é que eu era feliz? Não podia me queixar.

Vou já me deitar ao sol, e um bronze logo pegar.
Uma tinta no cabelo, eu preciso por agora.
O resto, vou te dizer... não tá não de jogar fora!
.
♠ Mírian Warttusch.
Imagens: pesquisa Google.
.

2 comentários:

Georgea disse...

Agora que conheço teu Blog, não podia deixar de vir. Preciso te parabenizar por tudo o que li aqui! Tua alegria é contagiante! Tua poesia, emociante! Parabéns sempre! Um grande beijo da eterna fã, Georgea Fontes!

flaviasilva disse...

Olá, gostei muito da imagem do poema...e gostaria de saber se você sabe o nome da pintura e do artista!

Obrigada!