sexta-feira, 20 de abril de 2007

JÁ SE FAZ TARDE...



Destino e hora deste compromisso

Desvelos de quem ama e tem saudade

Preciso eu dizer que estou a tua espera?
Vem... não demora, pois já se faz tarde!
.

Em consonância, estamos a clamar,
Pela presença um do outro - ó saudade!
Castiga o peito a ânsia tão voraz...
Vem... não demora, pois já se faz tarde!

Riscando o céu vai o cometa em teu encalço
Vai em silêncio, apenas brilha como alarde
Que paixão, que amor, que tudo, que verdade!

.

Não deixa que se perca, no ar, o meu abraço,

Venha buscar meu beijo, que na boca arde.

Vem... não demora, pois já se faz tarde!

Vem....

.

MÍRIAN WARTTUSCH

Um comentário:

Oriza disse...

Querida Mírian, você respira poesia!...

Você é a própria poesia personificada.

Um beijo no coração...